Como fazer: descarte correto do plástico

Nas condições preocupantes e atuais que o planeta se encontra, a reciclagem não é mais uma opção, e sim um dever de cada um como cidadão consciente no mundo.

Mesmo assim, muita gente não faz o descarte correto do plástico. E não é nem por maldade, mas por falta de conhecimento e por acreditar que é muito caro e complicado.

Muito essencial em nossa vida, o plástico não deve ser visto como o vilão – se consumido de forma responsável e reciclado corretamente, esse material só tem a nos ajudar no dia a dia!

Um dado alarmante é que, por ano, 8 milhões de toneladas do plástico vão parar nos nossos oceanos, isso porque muitos ainda negligenciam  o descarte correto. Esse ato impacta diretamente na vida marinha, com animais ingerindo o composto e morrendo por causa disso.

E nós podemos fazer a diferença na vida desses animais ao descartar corretamente o plástico. Aliás, em todo ecossistema, inclusive nós mesmos. Quando comemos peixe, por exemplo, podemos estar ingerindo as mesmas toxinas que ele consumiu do plástico nos oceanos.

 

Leia também: Estradas feitas de plástico já são realidade, conheça a iniciativa!

 

Saiba 7 benefícios do descarte correto do plástico

  1. Previne impactos ambientais e mantém o equilíbrio em todos os ecossistemas da Terra;
  2. Gera mais consumo consciente, uma vez que você compreende os riscos do descarte incorreto e de como ele afeta nosso planeta;
  3. Incentiva empresas e cooperativas a continuarem trabalhando com materiais recicláveis;
  4. Cria mais oportunidades de empregos, principalmente para famílias de baixa renda;
  5. Gera economia nos nossos recursos naturais;
  6. Trabalha a conscientização global, uma vez que todos cidadãos se propõem a fazer a mesma coisa pelo planeta;
  7. O plástico reciclado pode ser usado em sistemas de geração de energia solar e fotovoltaica.

O descarte

Em casa:

É importante ter um recipiente só para o plástico. Por preguiça e até mesmo “falta de tempo”, algumas pessoas preferem misturar todo o lixo, mas não custa um segundo descartar o plástico em uma lixeira ao lado.

Aliás, essa é uma tarefa divertida para as crianças! A cada vez que ajudarem a colocar o lixo no lugar correto, incentive-as dando pontos!

Quando estiverem acumulados, dê algum prêmio para elas, passeios no parque, ingressos para o cinema, etc. Dessa maneira toda família estará engajada no descarte correto do plástico.

No trabalho:

Se na empresa que você trabalha ainda não há a separação de lixo, converse com a equipe do RH para mudar isso o mais rápido possível.

Como passamos a maior parte do nosso tempo dentro do escritório, a produção de lixo se torna enorme. E o uso diário de copos e objetos descartáveis faz com que essa necessidade cresça ainda mais. Deixar esses descartáveis de lado e trocá-los por canecas, por exemplo, também é uma boa atitude.

No mercado:

Reduza o número de sacolas plásticas, caso você as utilize em suas compras. Um jeito simples de evitar o desperdício é redistribuindo mais itens em uma única sacola.

Depois do mercado, reutilize as sacolinhas como sacos de lixo em casa, para evitar a compra de mais material plástico. Se quiser substituir as sacolas, carrinhos de feira são uma boa opção!

Descarte da garrafa PET

Ela é atualmente o material mais conhecido por suas centenas de utilidades quando reciclada. Inclusive, nesse post de “faça você mesmo”, te mostramos 13 formas de reutilizar garrafas PET.

Empresas e cooperativas ganham muito lucro com a reciclagem e o reaproveitamento desse item, transformando-o em outro produto ou até mesmo deixando nova a matéria prima.

Atenção e engajamento em dobro quando for descartar esse material!

 

Descubra: 7 ideias incríveis de reciclagem com garrafas PET

 

Outros itens para ficar de olho:

  • Copos, pratos e talheres descartáveis;
  • Brinquedos de plástico;
  • Para-choque de carros;
  • Sacos de plástico;
  • Canos de PVC;
  • Materiais diversos de plástico.

 

É preciso prestar atenção: nem todos materiais de plástico e/ou descartáveis podem ser reciclados atualmente no Brasil, embora fora do país sim. Confira abaixo:

  • Fraldas;
  • Absorventes;
  • Peças de plástico utilizadas na criação de computadores, celulares e outros materiais eletrônicos;
  • Plástico tipo celofane;
  • Espuma;
  • Embalagens plásticas metalizadas, muito utilizadas em alimentos;
  • Tomadas;
  • Adesivos;
  • Cabos de panela.

Uma opção inteligente para substituir os absorventes de plástico, por exemplo, são coletores menstruais e absorventes ecológicos, que vêm ganhando cada vez mais adeptas no mundo todo – e crescendo exponencialmente no Brasil!

O Canadá já desenvolveu uma maneira de reciclar as fraldas de plástico, e esperamos que logo essa tecnologia seja trazida ao Brasil.

O papel do governo e das empresas

É responsabilidade destas duas esferas incentivar e ensinar a população a fazer o descarte correto do plástico.

O governo deve buscar iniciativas para reduzir a poluição nos oceanos, seja criando opções sustentáveis em sua legislação, seja estimulando pesquisas científicas e universidades a propor novas saídas para esse problema.

Já a iniciativa privada tem uma responsabilidade ainda maior, visto que é ela quem coloca o plástico no mercado.

Programas de desenvolvimento sustentável e de reciclagem de materiais plásticos são algumas das ações que empresas devem tomar em prol do meio ambiente. Como somos consumidores, isso também é algo que podemos – e devemos – sempre cobrar.

A atitude que você toma diariamente vai reverberar nas próximas gerações. Pense no futuro e incentive amigos, familiares, vizinhos e colegas a fazer o descarte correto não somente do plástico, mas de todo lixo que você produz! Engaje-se também a proteger o planeta!

Agora que você já sabe maneiras corretas de jogar fora o plástico, que tal adotar em casa? Compartilhe esse artigo com alguém que topa agir junto com você e veja mais dicas no blog do SIMPERJ.

Associe-se