Almoço entre os presidentes da FIRJAN e SIMPERJ estreitam laços para trabalho em conjunto pela alavancagem do setor de plásticos

Ontem, 01/08/19, nosso presidente, Gladstone Santos Junior, e o presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, almoçaram juntos, a convite do próprio.

Esta foi uma oportunidade de conversar e de expor o cenário da indústria de transformação de plástico em nosso estado.

Principais assuntos abordados:

No Rio de Janeiro, temos uma cadeia completa do Plástico:

  • Produzimos o Gás durante a exploração do petróleo, com expectativa de aumento e redução de preço com o início da exploração do pré sal.
  • Produzimos as resinas termo-plásticas, na Reduc – Braskem

Apesar disso, a indústria de transformação encolheu nos últimos anos. Mas o Rio de Janeiro continua sendo o 2º mercado consumidor do país. Produzimos commodities, exportamos a um preço barato para outros estados e, depois, compramos de volta os produtos terminados com preços muito mais altos.

O incentivo à transformação de plásticos precisa ser visto, pelo Governo do Estado, não só pela geração de empregos e impostos, mas por uma questão econômica.

A cadeia do Plástico deveria ser estratégica para a recuperação e desenvolvimento econômico do Rio de Janeiro. Incluímos também na Cadeia do Plástico a 4ª Geração: A Reciclagem.

O Dr. Eduardo Eugênio compreendeu, e irá solicitar à Gerencia Geral de Competitividade um estudo que traduza essa situação.
No próximo dia 07/08 o Governador Wilson Witzel estará na Firjan e ele convidou o Simperj para estar presente. A pauta é: reivindicações setoriais.

Estaremos lá!

Gladstone Santos Junior,
Presidente do Simperj.

Associe-se